IAPRENDI - Empreendedorismo Feminino

Alimentação de Alta Performance Parte 2

Olá iAprendizes! Na coluna passada nós conversamos sobre o quão importante é organizar suas refeições e seus lanches para ter uma alimentação de alta performance.

Hoje vou dar para vocês algumas dicas de alimentos que potencializam nosso raciocínio e nossa sensação de bem estar ao longo do dia!

1)      Ômega 3:

O Ômega 3 é um tipo de gordura “do bem” que está relacionada a diversos benefícios para a saúde, como redução de doenças cardiovasculares (infarto, derrame, colesterol elevado), melhora da memória, redução da ocorrência e da gravidade de Depressão, prevenção de doenças demenciais da terceira idade (Alzheimer) entre muitas outras. Nossa alimentação tradicional é pobre em ômega 3 e uma dica simples para aumentar o consumo diário é o óleo de linhaça prensado a frio.

Dica prática: Coloque 5 ml de óleo de linhaça para cada 95ml de azeite e tempere sua comida com essa mistura (ideal é pelo menos 20ml ao dia – use na salada, sobre o arroz e feijão…).

2)      Vitamina C:

A vitamina C é um antioxidante natural que está presente nas frutas cítricas e é excelente para reforçar o nosso sistema de defesas (o sistema imunológico), evitando gripes e resfriados comuns no verão para as pessoas que trabalham no ar condicionado! Além disso, o consumo de vitamina C aumenta a absorção do Ferro, que é importantíssimo para o transporte de oxigênio do corpo!

Dica prática: tempere sua salada com limão espremido e beba aquele famoso suco de laranja com acerola nos lanches e reuniões, substituindo o cafezinho (o que ajuda também a evitar o consumo excessivo de café)!

3)      Ferro:

O ferro é um mineral importantíssimo para o transporte de oxigênio no sangue (e, consequentemente, para otimizar a produção de energia pelo corpo). Carência de ferro pode levar à anemia e queda da performance. Um dos alimentos mais ricos em ferro é o feijão (o nosso queridinho arroz com feijão)! Porém muitas pessoas deixam de comer o feijão devido à questão da digestibilidade do mesmo.

Dica prática: para eliminar os “antinutrientes” do feijão (substâncias que dificultam a absorção do ferro e também a digestão desta leguminosa) faça o famoso “demolho”: deixe o feijão de molho em água limpa por 48 horas antes de cozinha-lo (trocando a água a cada 12 horas e cozinhando com água nova). Essa dica de vó (também chamada de “germinação”) além de melhorar a digestão e acelerar o cozimento faz com que a gente aumente muito a absorção do ferro e de outros nutrientes do feijão.

Muitas vezes achamos que ter uma alimentação saudável requer muito esforço e dinheiro… Porém, medidas simples tem grande eficácia e fazem muita diferença!

Espero que tenham gostado da coluna! Um forte abraço a todas, um 2018 excelente para todas nós!

15/03/2018

0 responses on "Alimentação de Alta Performance Parte 2"

    Leave a Message

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Depoimento

    Olá iAprendizes! Na coluna passada nós conversamos sobre o quão importante é organizar suas refeições e seus lanches para ter uma alimentação de alta performance.Hoje vou dar para vocês algumas dicas de alimentos que potencializam nosso...

    0

    0
    Todos os direitos são reservados ao iaprendi®.

    Pin It on Pinterest

    Share This
    X
    UA-70901200-1